Início / Últimas Notícias / Ministro da Justiça condena atos de violência em protestos contra aumento de passagem em São Paulo

Ministro da Justiça condena atos de violência em protestos contra aumento de passagem em São Paulo

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, condenou hoje (12) os atos de violência praticados, em São Paulo, por manifestantes contrários ao reajuste dos preços das passagens dos transportes públicos. “É um absurdo. Não é assim que se vai conseguir qualquer reivindicação. Vivemos em uma democracia”, disse Cardozo, depois de reunião com o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN).


O ministro ponderou que a sociedade tem o direito de reivindicar, mas sem usar de vandalismo. “É legítimo que as pessoas expressem suas opiniões, mas nunca com violência, com atos de vandalismo. Temos um Estado Democrático de Direito e temos que aprender a conviver nesse espaço. Não é com vandalismo que vamos conseguir chegar a resultados positivos dentro daquilo que queremos”, argumentou o ministro.


Ontem (11) – terceiro dia de protestos contra o aumento da passagem, que passou de R$ 3 para R$ 3,20 no último dia 2 – 17 pessoas foram presas, durante uma manifestação à noite. Seis delas, encaminhadas ao 78º Distrito Policial (DP), foram liberadas por terem cometido atos de menor gravidade, como pichação, desacato a autoridade e obstrução de vias.


O Movimento Passe Livre, que organiza os protestos, programou duas manifestações na semana passada, nas quais também ocorreram confrontos com a polícia. Um novo ato está marcado para amanhã (13).


Agência Brasil

Leia também.

Ministro ameaça fechar hotéis que cobrarem preços abusivos durante Copa das Confederações

O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, anunciou hoje (13) “tolerância zero” para abusos de preços …

um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *